O que é e como funciona o financiamento imobiliário

Você está planejando comprar um casa. Diante das opções com valores na casa dos 6 dígitos e após inúmeros cálculos, você acaba se deparando com uma realidade: juntar dinheiro para essa compra pode levar anos ou décadas.

Para a maioria das pessoas, isso é impensável. São diversas as situações que levam alguém a querer mudar de casa. E esperar tanto tempo não costuma ser benéfico em nenhuma delas.

Nessa hora, você se depara com a alternativa do financiamento. Você percebe que pode fazer um esforço a mais para juntar uma entrada e depois arcar com parcelas que cabem no seu bolso. O melhor: mudando praticamente de imediato.

Incrível, não é mesmo? Isso possibilita que centenas de milhares de pessoas mudem de residência anualmente. Em 2018, foram mais de 200 mil imóveis financiados pelo SBPE no Brasil. E esse número só cresce.

Muitos recorrem a esse método de compra e são inúmeras opções de financiamento disponíveis no mercado. Mas você realmente o que é o financiamento e como ele funciona? Sabe o que determina as taxas de juros? Quem pode e quem não pode financiar?

Continue lendo este artigo e entenda de uma vez por todas sobre isso se trata:

Como funciona o financiamento?
O financiamento funciona como um empréstimo. O banco paga ao vendedor a quantia total do bem, toda de uma vez. O interessado pode então “comprar” o imóvel do banco a longo prazo, pois a instituição permite isso diante de garantias e métodos de fiação.

Se o comprador tem ganho em tempo e facilidade, o banco ganha com os juros cobrados pela prática.

O que determina a taxa de juros?
A taxa de juros varia de banco para banco, mas em geral segue uma porcentagem parecida. O mercado apresenta uma variação comum por conta da economia do setor e da disponibilidade de crédito.

Existe uma média que varia entre taxa mínima e máxima, que orienta os vendedores do empréstimo e dá uma margem para negociação. Em geral, quanto mais confiança e melhor o relacionamento com a instituição, menores os juros e maior a facilidade de financiamento.

Vale salientar que é sim possível conseguir desconto nas parcelas através de dicas bem simples, como explicamos no artigo “Como conseguir um melhor financiamento”.

O que pode ser financiado?
Qualquer imóvel, seja apartamento, casa, chácara ou terreno, independente da finalidade, podem ser comprados através de um financiamento. Entretanto, existem algumas diferenças entre a venda para pessoa física e jurídica.

Quem pode financiar?
Qualquer pessoa que seja maior de 18 anos, sem restrição ao crédito e com capacidade financeira de pagamento pode financiar um imóvel. É fundamental, claro, não ter cadastro em órgãos de restrição ao crédito.

Existe um valor máximo para financiar?
Isso vai depender da sua condição financeira, avaliada pelo banco na hora da compra, e pelo tipo de contrato e órgão escolhido. Pelo Sistema Financeiro da Habitação (o SFH), a modalidade mais popular no Brasil, o teto é R$ 1,5 milhões;

Qual o prazo máximo de financiamento?
Os bancos costumam colocar o prazo de 35 anos (420 meses) como limite para parcelamento. É possível, nesse meio tempo, quitar ou reduzir as dívidas pagando várias parcelas de uma só vez.

O que acontece se eu atrasar uma parcela?
Como em qualquer outra situação, isso ocasiona multa. É importante estar sempre em dia para que a compra não saia mais cara e para que o seu nível de confiança continue positivo com o banco.

Posso utilizar meu FGTS no financiamento habitacional?
Sim. Dentro do já citado SFH, é possível utilizar o saldo do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço para quitar a dívida. O valor pode ser destinado à entrada, à amortização e até mesmo à liquidação da dívida.

Essas são algumas das principais dúvidas sobre o financiamento. Buscamos, através deste artigo, esclarecer um pouco melhor sobre o assunto. Esperamos que tenha ajudado!

Caso tenha mais alguma dúvida, entre em contato com a Forme. Será um prazer conversar e esclarecer qualquer ponto!